Crie o seu recanto escandinavo

Crea tu monoambiente escandinavo

O estilo escandinavo não se baseia na frieza, mas na transmissão de calma e serenidade. Se quer transformar uma pequena divisão caótica num espaço que convide ao descanso e ao relax, leia as nossas recomendações. Quem diria que os vikings tinham essa faceta tão tranquila e harmoniosa?

O branco, a cor base

Se a divisão à qual quer mudar a cara tem as paredes pintadas de um tom que não seja o branco, arregace as mangas e pegue num pincel e numa lata de tinta. A gama dos brancos é a referência a ter em conta para imprimir nas suas paredes os ecos das paisagens nevadas da Escandinávia e a sua simplicidade cromática.

A decoração escandinava: a austeridade das coisas práticas

A simplicidade é a chave. O mobiliário também deve ser escolhido em funão da cor. É preferível que seja preto, cinzento, em tons terra ou branco, para não romper o ambiente de serenidade. Podemos fazer uma excepção adicionando uma pincelada de cor nalgum elemento, por exemplo, através de tecidos, quadros, plantas de interior ou objetos decorativos.

Este estilo terá um efeito e um charme mais fortes se se implanta numa pequena área ou divisão, já que não se devem sobrepor e acumular elementos. Pelo contrário: menos é mais. É mais impactante que algum elemento – um sofá, uma cadeira de baloiço, um armário ou até mesmo uma cama – ganhe protagonismo no centro ou num dos lados da sala. Os materiais mais adequados são a madeira, o ferro forjado ou o metal envelhecido ou dourado (conseguindo um toque vintage muito bonito).

O gosto pelas formas rectas

Para dar esse toque “quadriculado” dessas zonas europeias geladas, o melhor é escolher elementos que não tenham formas curvas. Igualmente, o estilo escandinavo aceita objetos e móveis de design próprios dessas latitudes e até mesmo de cores vivas, sempre que ressaltem o tom claro do ambiente de toda a divisão.