De varanda a marquise: o que tem de saber para fechar a sua varanda

É difícil negar o charme de uma varanda, especialmente nos dias ensolarados. No entanto, fechar a sua varanda pode oferecer-lhe o espaço necessário para arrumações extra, ou um local de relaxamento afastado dos elementos.

Enquanto que fechar a sua varanda pode parecer-lhe uma forma eficaz de acrescentar espaço à sua casa, transformar a sua varanda numa marquise pode trazer-lhe algumas complicações.

CONFORAMA - PT - Quer renovar a sua sala de estar? Aquí estao as últimas tendencias

Para que não existam surpresas, vamos dizer-lhe algumas das coisas essenciais a ter em consideração quando decidir transformar a sua varanda numa marquise.

Antes de fazer a sua marquise, tenha em consideração…

Os licenciamentos necessários

Uma das coisas mais importantes no que toca à transformação de uma varanda é a legalização do projeto. Uma marquise é considerada um acrescento ao espaço habitável do imóvel e, como tal, carece de licenciamento por parte da câmara municipal.

Este processo pode ser penoso e demorado, por isso convém que trate dele o quanto antes. Dependendo da associação de condóminos, poderá também ser necessário adquirir a aprovação do resto dos moradores do prédio antes de poder proceder à alteração da fachada do edifício.

A falha na legalização da marquise pode resultar em multas pesadas e na obrigação de remover os acrescentos feitos, o que é definitivamente algo a evitar.

Com que material fechar a varanda?

Outra das coisas cruciais que terá de decidir é como é que irá fechar a varanda. Pode fazê-lo de diferentes formas, dependendo do seu objetivo.

Caso pretenda acrescentar espaço a uma divisão, como a uma sala ou a um quarto, poderá querer fechar a varanda com vidros, janelas simples ou até mesmo venezianas. Todos estes métodos de transformação em marquise oferecem vantagens distintas e que deve ponderar antes de fazer a sua decisão.

O método convencional envolve caixilharias de alumínio e janelas. Este é um método eficaz, mas raramente o mais apelativo. Uma marquise totalmente envidraçada poderá ser mais atraente, mas nesse caso perderá a oportunidade de se colocar à janela — tem de equacionar atentamente as opções para que possa escolher aquilo que mais valoriza.

Os custos energéticos

Ao acrescentar espaço a uma divisão da sua casa vai também necessitar de utilizar mais energia para aquecer o espaço alargado. Uma marquise nova e um acrescento na sua conta de eletricidade costumam andar de mãos dadas.

Ao escolher o material da sua marquise, não se esqueça de avaliar a capacidade térmica desse mesmo material. Vidros duplos são uma boa opção para manter a temperatura da sua casa.

Caso não se preocupe com o isolamento térmico, poderá ter problemas de temperatura nas alturas de maior calor ou de frio. O sol irá criar uma estufa na marquise e o inverno permeará toda a sua casa através da marquise mal isolada — ambas estas situações irão resultar numa maior conta de luz.

Como aproveitar a sua nova marquise

Se tiver tudo o que aqui foi dito em consideração na construção da sua marquise, irá ficar com um novo espaço na sua casa que poderá aproveitar de diversas formas. Pode utilizar a sua nova marquise para…

  • Acrescentar espaço a uma divisão — Pode tornar a sua sala numa divisão mais ampla, ou acrescentar espaço precioso ao seu quarto.
  • Criar um local para arrumações — Com uma marquise pode ter a dispensa espaçosa que sempre desejou, ou um local para os eletrodomésticos maiores, como as máquinas de lavar e de secar.
  • Fazer um espaço de relaxamento — Com a ajuda de algumas plantas e alguma mobília minimalista, pode criar na sua nova marquise um espaço zen para meditar ou relaxar a ler um livro.

Uma marquise pode dar um novo ar à sua casa, no entanto tem de ser um projeto pensado e feito de forma a acrescentar ao seu bem-estar. Com os nossos conselhos, está a tomar os primeiros passos para construir a sua marquise de sonho.

CFR - PT - POST - Ebook 1 - Tendências, estilos e cores

About Post Author